Atualidade

Não existem provas suficientes que associem os adoçantes não calóricos a efeitos na microbiota intestinal, defende novo estudo

07 Fev. 2019

Não há evidências suficientes para que se possa associar os adoçantes não calóricos ao aumento do apetite, ingestão a curto prazo ou risco de desenvolver diabetes ou cancro. A garantia é dada por um estudo publicado recentemente na revista científica Advances in Nutrition, que procedeu a uma revisão das evidências fornecidas através de estudos experimentais e análises clínicas sobre os efeitos dos adoçantes na microbiota intestinal.

Por favor faça ou registe-se para aceder a este conteúdo

Newsletter

Opinião

Apoio

Grupo Medinfar


My Obesidade é um projeto editorial da responsabilidade da News Farma, possível com o apoio do Grupo Medinfar.