Histórias de Sucesso

Quando o peso afeta a autoestima

17 Ago. 2020

O My Obesidade regressa com um novo caso de sucesso, desta vez referente a uma doente de 21 anos, com índice de massa corporal (IMC) inicial de 37 Kg/m2, estando, como tal, em situação de obesidade II. O caso é apresentado pelo Prof. Doutor Armindo Ribeiro, presidente da Associação Médica do Litoral Alentejano (AMLA) e clínico na Affidea Grândola. Leia o caso na íntegra.

 


Género: Feminino
Idade: 21
Razão: Recorreu à consulta por baixa autoestima devido à obesidade, que relatava “afastar as pessoas” de si, ao ponto de “nenhum rapaz” lhe dar atenção. Além disso, queria encontrar emprego, mas não conseguia devido ao seu aspeto.

Resultados obtidos até à data:

Depois de iniciar o tratamento na consulta do Prof. Doutor Armindo Ribeiro, há 9 meses, a doente conseguiu perder 18Kg sem nunca mais os recuperar. “Tenho seguido o regime alimentar, que me tem feito sentir muito bem, conjuntamente com o exercício físico e a nova medicação que me prescreveu, que me tem ajudado muito”, relata. A utente adianta que o especialista lhe diz sempre que o regime não se trata de “uma dieta, nem de um período experimental, mas sim de um plano para a vida, porque a obesidade é uma doença crónica e tem que ser tratada para sempre”.

Dificuldades ultrapassadas:

Após quatro tentativas falhadas de perda de peso, a doente conseguiu encontrar emprego, fazer amizades e melhorar a sua autoestima. Relata também já conseguir fazer exercício. Contudo, ainda não está em um relacionamento amoroso.

Newsletter

Histórias de Sucesso

Quando o peso afeta a autoestima
Prof. Doutor Armindo Ribeiro

Opinião

Deixar de fumar com ajuda médica permite maior controlo no aumento de peso
Dr.ª Paula Alves, nutricionista e diretora do Serviço de Nutrição e Alimentação do IPO do Porto